A movimentação do ar. Por que existem os ventos?

terça-feira, 18 de setembro de 2012

Os ventos acontecem em decorrência da movimentação do ar. O ar se movimenta devido às variações de pressões atmosféricas. O ar se desloca das zonas de alta pressão (anticiclone) para as de baixa pressão (ciclone).


Pipas voando ao sabor do vento.
by Roberto M.
O que são ventos? Por que o ar se movimenta? Que é circulação geral da atmosfera? O que são ciclones e anticiclones?
Como já tivemos oportunidade de ver no artigo “Sólido, Líquido e Gasoso. Os estados de agregação da matéria. ”, a matéria se expande quando aquecida e retrai quando resfriada (a não ser em algumas exceções, como no congelamento da água, por exemplo).

Com os gases isto acontece sempre, há a expansão no aquecimento e retração no resfriamento.

INFLUÊNCIA DA TEMPERATURA

O ar atmosférico é uma mistura de gases e por isso, sofre influência da variação da temperatura.
Assim, quando faz calor em um determinado lugar da superfície terrestre, o ar se expande e, em consequência, fica menos denso e pesa menos sobre nós. Isso nos faz concluir que as altas temperaturas provocam a diminuição da pressão do ar.
Em contrapartida, quando faz frio, o ar do local se comprime e, em consequência, fica com maior densidade, o que o torna mais pesado. A conclusão é que as baixas temperaturas causam o aumento da pressão atmosférica.

INFLUÊNCIA DA ALTITUDE

Cabe lembrar, ainda, que a altitude também interfere na pressão do ar.
Com o aumento da altitude, a quantidade de oxigênio e outros gases vão diminuindo; isso faz com que ele se torne mais rarefeito e menos denso; seu peso fica menor e, portanto, a pressão atmosférica cai.
Nos lugares mais baixos, podemos dizer que existe mais ar acima deles e, portanto, mais pressão atmosférica.

BAIXAS PRESSÕES E ALTAS PRESSÕES

Resumindo tudo isso: altas temperaturas estão ligadas a baixas pressões, baixas temperaturas a altas pressões; elevadas altitudes indicam baixas pressões e baixas altitudes altas, pressões.

VENTO, A MOVIMENTAÇÃO DO AR.

São as diferenças de pressão atmosférica que explicam a movimentação do ar.
Nas zonas de alta pressão, o ar se acha mais comprimido. Por isso, ele procura espaços para onde possa se deslocar. Nas zonas de baixa pressão, há espaços sobrando, pois o ar encontra-se rarefeito. Assim, as zonas de baixa pressão atraem o ar das zonas de alta pressão.

Esses deslocamentos do ar na superfície terrestre recebem o nome de vento. Vento é o ar em movimento, ou seja, é o ar que se desloca das zonas de alta pressão (chamadas anticiclones) para as zonas de baixa pressão (chamadas ciclones).

Anticiclones são dispersores de ventos e ciclones são receptores de ventos. Eles explicam a movimentação do ar, tanto horizontal (de um local para outro).

Ventos horizontais (de um local para outro)


Como vertical (da superfície para as altitudes).

Ventos Verticais (da superfície para as altitudes).

O movimento conjunto dos ventos na atmosfera, deslocando ar quente para as zonas frias e vice-versa, é chamado de circulação geral da atmosfera.

TIPOS DE VENTOS

Os ventos sempre trazem consigo as características dos lugares de onde vêm. Assim, podem ser quentes ou frios, úmidos ou secos, sendo responsáveis pelas variações de temperatura e umidade na superfície terrestre.
Por exemplo, os ventos úmidos vindos do mar provocam chuvas sobre os continentes. Os ventos frios vindos das regiões polares causam quedas de temperatura nos lugares por onde passam.

Os grandes centros de alta pressão (anticiclones) localizam-se nas zonas polares e nas zonas temperadas (entre os círculos polares e os trópicos), onde o ar é mais pesado e por isso exerce mais pressão. São nas zonas polares que se originam os principais ventos da atmosfera.
Nas áreas próximas do Equador, onde as temperaturas são mais elevadas, formam-se os centros de baixa pressão (ciclones), pois aí o ar é mais leve.

Há vários tipos de ventos. Uns são regulares, ou seja, sopram permanentemente, com maior ou menor intensidade. Outros são periódicos, isto é, ocorrem durante um período do dia ou do ano.
Entre os regulares estão os ventos polares, os alísios e os ventos de oeste. Entre os periódicos podemos citar as brisas de terra e mar e os ventos de monções. Descreverei cada um deles em outros artigos. Acompanhem.

Artigos Recomendados:


Um comentário:

  1. Embora tenha decidido estudar administração industrial,ainda me impressiono com a natureza e suas façanhas. Parabéns pelo artigo,Telma, muito esclarecedor!Um abraço e sucesso!Faça uma visitinha em meu blog!


    www.empreendez.com.br
    twitter.com/empreendez
    facebook.com/empreendez

    ResponderExcluir

Se você tem uma história para contar, conte aqui. Se for divertida, não ofensiva nem agressiva poderá ser publicada. Mas se quiser apenas ler, fique à vontade!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...