Fases da Lua. Cheia, Minguante, Nova e Crescente.

quinta-feira, 28 de março de 2013

Na realidade, a Lua tem infinitas fases. Rigorosamente falando, a cada instante temos uma fase diferente. Embora este ciclo seja um processo contínuo, existem quatro fases distintas, tradicionalmente reconhecidas e com suas datas exatas divulgadas nos calendários: Nova, Quarto Crescente, Cheia e Quarto Minguante.


Fases da Lua: Crescente, Cheia, Minguante, Nova.
by Roberto M.
Como são definidas as fases da Lua? O que são as fases da Lua? Como determinar as datas exatas das fases da Lua?
A partir de qualquer local da Terra, a Lua parece ser um disco circular que, num dado momento, é iluminado por algum grau de luz solar direta.
Assim como a Terra, a Lua é uma esfera que sempre tem uma metade iluminada pelo Sol. Mas, como a Lua gira em torno da Terra, o que nós vemos dessa metade iluminada, varia.

Durante cada órbita lunar (um mês lunar), vemos a mudança da aparência da Lua. Essa visualização vai do não iluminada, passa pelo parcialmente iluminada e chega ao totalmente iluminada. Em seguida, volta para parcialmente iluminada e para o não iluminada novamente. Isso acontece devido à posição relativa entre a Lua, a Terra e o Sol.

Embora este ciclo seja um processo contínuo, existem oito fases distintas, tradicionalmente reconhecidas, denominadas fases da lua.
As fases designam tanto o grau de iluminação da Lua quanto a aparência geométrica da parte iluminada.
Uma fase lunar ocorre para o mundo todo, não importando a localização do observador. Se a Lua é Cheia no Brasil, também o é na China.

Entretanto, elas não são vistas da mesma forma. No hemisfério sul o aspecto da Lua é invertido em relação ao que um observador vê no hemisfério norte. No hemisfério sul, por exemplo, a aparência da Lua Crescente é uma letra “C”, enquanto no hemisfério norte parece uma letra “D”.
Essas fases da Lua, na sequência de sua ocorrência (a partir da Lua Nova), estão listadas abaixo. As ilustrações referem-se ao observado no hemisfério sul.

Lua Nova 

Esquema de Lua Nova.
O lado não iluminado da Lua está voltada para a Terra. A Lua não é visível (exceto durante um eclipse solar).

Lua Crescente 

Esquema de Lua Crescente.
A Lua parece ser, em parte, mas menos do que a metade, iluminada pela luz solar direta. A fração do disco da Lua que é iluminado está aumentando.

Lua Quarto Crescente 

Esquema de Lua Quarto Crescente.
Metade da Lua parece ser iluminada pela luz solar direta. A fração do disco da Lua que é iluminado está aumentando.

Lua Crescente Giboso

Esquema de Lua Crescente Giboso.
A Lua parece ser mais do que a metade, mas não totalmente, iluminada pela luz solar direta. A fração do disco da Lua que é iluminado está aumentando.

Lua Cheia 

Esquema de Lua Cheia.
O lado iluminado da Lua está voltada para a Terra. A Lua parece ser completamente iluminada pela luz solar direta.

Lua Minguante Giboso

Esquema de Lua Minguante Giboso.
A Lua parece ser mais do que a metade, mas não totalmente, iluminada pela luz solar direta. A fração do disco da Lua que é iluminado está diminuindo.

Lua Quarto Minguante

Esquema de Lua Quarto Minguante.
Metade da Lua parece ser iluminada pela luz solar direta. A fração do disco da Lua que é iluminado está diminuindo.

Lua Minguante

Essquema de Lua Minguante.
A Lua parece ser, em parte, mas menos do que a metade, iluminada pela luz solar direta. A fração do disco da Lua que é iluminado está diminuindo.

Em seguida, chega-se novamente à Lua Nova.
Esse ciclo se repete continuamente e a fase completa tem uma duração média de 29,5 dias.

O tempo em dias, contados a partir do momento da Lua Nova é chamada de "idade" da lua. Cada ciclo completo de fases é chamado de mês lunar, lunação, revolução sinódica ou ainda período sinódico da Lua.

Entre duas fases iguais (duas luas cheias, por exemplo) passam-se 29,5 dias. Assim, em um ano (365 dias) teremos 12,4 ciclos lunares completos. Isto nos faz concluir que uma mesma fase da Lua pode ocorrer no mínimo 12 vezes e no máximo 13 vezes em um mesmo ano.
Quando existem duas Luas cheias em um mesmo mês (que ocorre, em média, a cada 2,7 anos), a segunda é chamada de "lua azul".

As fases de Lua Nova, Quarto Crescente, Lua Cheia e Quarto Minguante são consideradas fases primárias. Elas não duram uma semana como, às vezes se sugere. Na realidade, elas acontecem apenas num determinado dia do mês e num determinado instante, que correspondem a posições geométricas do Sol e da Lua muito bem definidas.
As fases Crescente, Minguante e as duas fases gibosas, são fases intermediárias. Cada uma com duração de cerca de uma semana entre as fases preliminares.

Apesar de a Lua Cheia ocorrer, a cada mês, em uma determinada data e hora, o disco da Lua pode parecer estar cheio por várias noites seguidas. Isto acontece porque o percentual de disco da Lua que aparece iluminado muda muito lentamente na época da lua cheia.
A Lua irá aparecer 100% iluminada apenas na noite em que se der a Lua Cheia exata, mas na noite anterior e posterior aparecerá 97-99% iluminada; a maioria das pessoas não nota a diferença. Mesmo dois dias antes ou depois da Lua Cheia, o disco iluminado é cerca de 93-97%.

Como já dito anteriormente, as fases da Lua estão relacionadas com as posições relativas da Lua e do Sol no céu.

Por exemplo:

- A Lua Nova ocorre quando o Sol e a Lua estão bem próximos um do outro no céu. O ângulo entre Sol, Terra e Lua é praticamente zero.
- O Quarto Crescente ocorre quando a Lua deslocou-se cerca de 90 graus em relação ao Sol. Está na primeira quadratura ou primeiro quarto.
- A Lua Cheia ocorre quando o Sol e a Lua estão em posições quase opostas no céu. O ângulo Sol-Terra-Lua agora é 180 graus.
- O Quarto Minguante ocorre quando a Lua deslocou-se 270 graus em relação ao Sol. Está na terceira quadratura ou terceiro quarto.

Fases da Lua. Posições relativas da Lua, terra e Sol no céu.


A relação da fase da Lua com a sua distância angular do Sol, nos permite estabelecer definições muito exatas de quando as fases primárias ocorrem, independente de como elas aparecem.
Esses ângulos formados pela Lua-Terra-Sol, aos quais chamamos diferenças de longitudes eclípticas da Lua e do Sol, são monotonicamente e rapidamente crescentes e, por isso, as datas e os horários das fases da Lua computadas dessa maneira são instantâneas e bem definidas.

São as datas das fases da Lua assim definidas que são utilizadas nas publicações dos almanaques, calendários, etc.
Por serem dados exatos obtidos pela Astronomia e pela Astrofísica, podemos encontrar informações sobre o dia e hora, de qualquer fase da Lua, para qualquer ano que desejarmos, tanto passado como futuro.

Quem tiver curiosidade de saber a data exata de uma determinada fase da Lua pode clicar nesse link do OBSERVATÓRIO NACIONAL, colocar o ano que deseja ter a informação e depois clicar no botão Fases da Lua. Aparecerá uma tabela com o horário exato de todas as fases do ano requerido.

Artigos Recomendados:


Um comentário:

Se você tem uma história para contar, conte aqui. Se for divertida, não ofensiva nem agressiva poderá ser publicada. Mas se quiser apenas ler, fique à vontade!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...