Petrópolis. História e beleza arquitetônica numa cidade Imperial.

sábado, 6 de outubro de 2012

Petrópolis é uma cidade histórica. Com sua beleza arquitetônica, nos remete aos tempos do Império, quando D. Pedro II a fundou para fazer, nela, a sede de seu palácio de verão.


Museu Imperial, antigo Palácio Imperial, residencia de verão de D.Pedro II em Petrópolis
by Roberto M.
Petrópolis, localizada no topo da Serra da Estrela (denominação local da Serra do Mar), situa-se a 809 m de altitude e a cerca de 65 km da cidade do Rio de Janeiro. Tem uma localização estratégica e é servida por uma excelente malha viária. Fica a 1 hora do Rio de Janeiro e a 40 minutos do Aeroporto Internacional Antonio Carlos Jobim. A estrada (BR-040), que já demonstra a beleza da região serrana, é segura, bem sinalizada e totalmente arborizada.


O clima é o tropical de altitude, com verões úmidos e invernos secos, sendo considerado um dos melhores do mundo. Tem temperaturas amenas que variam entre 10°C e 30°C.

Petrópolis foi criada por Dom Pedro II, em 1843, através do decreto imperial nº 155, para a instalação da residência de verão da família real (Palácio de verão era uma tradição das monarquias européias) e foi palco de diversos acontecimentos da história do Brasil.

O turismo histórico e a beleza arquitetônica são os pontos fortes da cidade.
Logo na entrada da cidade, já se pode ver o antigo hotel cassino Quitandinha, que chama a atenção por sua arquitetura normanda.

Passeando-se pela cidade, a impressão é de se estar nos tempos do Império. As locomoções podem ser feitas de charrete, o que aumenta a sensação de volta ao passado.
O Palácio Imperial (a antiga residência de verão de D. Pedro II) está localizado no centro histórico da cidade e hoje é conhecido como o Museu Imperial.

Catedral de São Pedro de Alcântara em Petrópolis
A Catedral de São Pedro de Alcântara tem estilo gótico e em seu interior destaca-se a Capela Imperial, onde se encontram os restos mortais de D. Pedro II, dona Tereza Cristina, Conde d’Eu e Princesa Isabel. Perpendicularmente à sua fachada está a Avenida Koeler com seus casarões e palacetes do século XIX.

Ainda no centro histórico, existem muitos pontos turísticos passíveis de visitação, entre eles:
- Museu Casa de Santos Dumont, foi residência de verão de Alberto santos Dumont;
- Palácio de Cristal, local do Festival de Inverno nos meses de julho;
- Palácio Amarelo, sede da Câmara dos Vereadores;
- Palácio Rio Negro, o palácio utilizado pelos presidentes da república;
- Palácio Sergio Fadel, sede da prefeitura;
- Casa do Colono, construída em 1847 e com paredes de pau-a-pique;
- Casa do Barão de Mauá, Casa da Princesa Isabel, Casa de Rui Barbosa e muitos outros pontos turísticos.

Para quem gosta de turismo de aventura, uma boa pedida é o Vale dos Gourmets, no distrito de Itaipava. Lá existe a possibilidade de praticar ciclismo, andar por trilhas e usufruir de toda a beleza da natureza. É nesse distrito que se concentra a vida noturna da cidade, com os cafés, docerias e restaurantes tradicionais.

No Parque Nacional da Serra dos Órgãos, cuja maior área localiza-se em Petrópolis, é possível se deliciar com os imperdíveis banhos de cachoeira.
O roteiro das compras tem como atração a Rua Tereza, um shopping a céu aberto com várias malharias.

2 comentários:

  1. Olá Telma querida, como vai?

    Adorei esta postagem, pois meu marido nasceu em Petrópolis e morei muitos anos ali perto em Três Rios, então sempre que dava eu e minha família íamos passear lá. Cidade belíssima e colhedora, vale a pena conhecer, um clima gostoso, bem diferente de onde eu morava que é um calor danado :) E tem muitos lugares legais para passear e conhecer, ótima dica!!

    Grande beijo e que sua semana seja ótima :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por sua visita minha querida, suas informações só incrementam a postagem, pois nada melhor do que a gente saber a opinião de quem conhece a fundo, melhor do que a opinião de turista, que só vê coisas bonitas.
      Quer dizer que você morou em cidade quente? Pois eu também, vim de uma pequena cidade do interior de São Paulo onde 40 graus era normal. bjs

      Excluir

Se você tem uma história para contar, conte aqui. Se for divertida, não ofensiva nem agressiva poderá ser publicada. Mas se quiser apenas ler, fique à vontade!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...