Pateo do Collegio. Local onde nasceu a cidade de São Paulo

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

O Pátio do Colégio ou Pateo do Collegio é o local onde foi erguida, pelos jesuítas, a primeira construção da cidade de São Paulo. É o berço da grande metrópole.


Visão noturna e visão diurna do Patteo do Collegio.
by Roberto M.
A capital de São Paulo tem muitos pontos históricos e turísticos que, às vezes, nem os próprios habitantes da cidade conhecem ou sabem de sua existência.
Quem quer passear na cidade de São Paulo e, além disso, gostar de cultura e de história, tem muitas alternativas.
Existem pontos históricos interessantíssimos para serem conhecidos na capital paulista.

Outro dia, em um outro artigo, falei da Casa número 1. Bem perto dali, também no centro velho da cidade, fica um dos mais importantes marcos da história do Brasil, o Pátio do Colégio que, à moda antiga, costumamos grafar Pateo do Collegio.
Bem no centro da metrópole, ele sobrevive em meio aos arranha-céus que povoam o local.


Com mais de 450 anos de muita história pra contar, o Pateo do Collegio é o marco do nascimento da cidade de São Paulo. É um local que fica no alto de uma colina (cercado pelos rios Tamanduateí e Anahngabaú) e foi o escolhido, pelos jesuítas, para o início da catequização dos indígenas nativos, pela opção estratégica de segurança que representava.

HISTÓRIA

Em 1554, o então noviço José de Anchieta, juntamente com o Padre Manuel da Nóbrega e outros 13 padres jesuítas da Companhia de Jesus, decidiram construir nesse local um alojamento e um colégio para catequização dos índios.
Em 25 de janeiro desse mesmo ano, foi realizada, em uma pequena cabana de pau-a-pique coberta com folhas de palmeira, a missa que oficializou o nascimento do colégio jesuíta e que representa a fundação da cidade.

Essa data é a mesma da conversão do apóstolo Paulo e vem daí o nome do lugarejo (Vila São Paulo de Piratininga) e posteriormente o da grande metrópole.
Em dezembro de 1556, a cabana foi ampliada para abrigar o colégio dos jesuítas. O padre Afonso Brás, que pode ser considerado o precursor da arquitetura brasileira, se encarregou de construir, em taipa de pilão, o colégio e uma igreja anexa.

Em 1640, após muitas brigas, entre os colonos e os jesuítas, pela defesa dos indígenas, os religiosos foram expulsos do local e somente 13 anos depois (em 1653) é que conseguiriam retornar. Foi exatamente nessa segunda metade do século XVII que foi levantada uma terceira edificação, agora em taipa de pilão e pedra.

Em 1758, houve um atentado contra o rei de Portugal (José I) e o Marquês de Pombal (Sebastião José Carvalho e Melo), que era um influente político português e secretário de Estado (ministro) para assuntos exteriores, conseguiu implicar os jesuitas no caso. Esse fato, aliado ao envolvimento da Companhia de Jesus na Guerra da Guarantica no Rio Grande do Sul, fez com que o Marquês de Pombal, em 1759, determinasse a expulsão dos jesuitas de Portugal e do Brasil.

Com a expulsão dos religiosos, o Pateo do Collegio se tornou, entre os anos de 1765 e 1908 a sede do governo paulista, sendo o local usado como o Palácio dos Governadores.
O antigo casarão colonial foi completamente descaracterizado por profundas reformas durante todo esse período, sobretudo no último quartel do século XIX. Nessa época grande parte do acervo da igreja se perdeu devido a um desmoronamento.

Entre 1932 e 1953, o local voltou a ter uma ocupação cultural e educacional, ou seja, voltou à sua vocação original, ao ser transformado em Secretaria da Educação.

Em 1954, a Companhia de Jesus iniciou um projeto de reconstrução do colégio, que só foi concluido em 1979 com a fundação do Museu do Padre Anchieta e da Igreja Beato Anchieta.


Hoje, o Pateo do Collegio é um centro histórico, cultural e religioso pertencente à Companhia de Jesus. Seu complexo abriga um museu, a igreja, uma biblioteca temática e projetos sociais.

NO LOCAL ESTÃO ABRIGADAS VÁRIAS ATRAÇÕES:

1) Funciona no local o Museu de Anchieta que, em suas sete salas, abriga coleções de arte sacra, objetos do cotidiano paulista dos primeiros séculos, artefatos indígenas, uma pinacoteca, uma maquete de São Paulo no século XVI, a pia batismal e antigos pertences de Anchieta.

2) Também dispõe de uma biblioteca temática, a Biblioteca Padre Antonio Vieira com livros de história do Brasil, São Paulo e da Companhia de Jesus. Possui mais de 6000 títulos catalogados e cerca de 7000 em catalogação.

3) Está lá a cripta de José de Anchieta.


4) A Igreja do Beato José de Anchieta, no local onde foi realizada a primeira missa da cidade, onde são realizadas celebrações de missas, casamentos, concertos e vários outros eventos culturais e religiosos, como a Benção das Rosas e retiros espirituais.

5) Há também no espaço o Café do Pateo, que serve café expresso acompanhado de biscoitos e bolos caseiros, saladas e massas e atende de terça a domingo, das 9h às 17h.

Para a visita ao museu há cobrança de ingresso, veja detalhes dos preços e dos agendamentos no site do Pateo do Collegio.

ATIVIDADES CULTURAIS E RELIGIOSAS

1) Durante todo o ano há missas diárias, ao meio dia, na Igreja. Aos domingos a missa é às 10:00h.

2) São promovidos retiros espirituais nos moldes dos retiros inacianos.

3) São oferecidos ao público cursos de temática religiosa.

4) Existe programação de concertos com orquestra e corais.

5) São promovidos palestras no projeto “Pateo do Saber”.

6) Projeto “Vem pro Pateo no Domingo”, onde são promovidos uma série de atividades culturais gratuitas realizadas em todo terceiro domingo do mês destinadas ao público adulto e infanto-juvenil.

Na página “Agenda” do site do Pateo do Collegio, pode ser encontrada a programação de todas as atividades do Pateo que estão acontecendo ou irão ocorrer. Clique no link para se informar.

O Telefone para informações:

(11) 3105-6898

O Endereço:

Praça Pátio do Colégio, 2 – Sé – Centro (Pertinho da estação Sé do Metrô).

Artigos Recomendados:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se você tem uma história para contar, conte aqui. Se for divertida, não ofensiva nem agressiva poderá ser publicada. Mas se quiser apenas ler, fique à vontade!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...