Verbo Haver. Como fazer a concordância verbal nas várias situações.

terça-feira, 22 de janeiro de 2013

O verbo haver pode ter várias construções. Quando for impessoal, só é usado na terceira pessoa do singular. Nos outros casos ele pode ser flexionado normalmente. Ele é impessoal quando usado no sentido de "existir" ou quando usado indicando tempo decorrido.


As várias construções do verbo Haver.
by Roberto M.
Outro dia escrevi um artigo sobre a concordância verbal dos verbos impessoais
Só para lembrar, verbos impessoais são aqueles que não têm sujeito. Eles só aparecem na terceira pessoa do singular.

Naquele artigo vimos a utilização de vários verbos impessoais, entre eles o verbo haver, que em algumas situações é impessoal.

Mas, devido à sua importância, hoje vamos falar somente do verbo haver e de suas diferentes construções.

VERBO HAVER IMPESSOAL NO SENTIDO DE “EXISTIR”

Como já visto no artigo supracitado, quando no sentido de “existir”, de “ocorrer” ou de “acontecer”, o verbo haver é impessoal, não tem sujeito e, portanto, permanece sempre na terceira pessoa do singular.

Exemplos:
1) O certo é dizerHouve três problemas simultâneos.
    É errado dizer: Houveram três problemas simultâneos.

2) O certo é dizer: Haverá problemas, mas não serão significativos.
    É errado dizer: Haverão problemas, mas não serão significativos.

Nos dois exemplos, o verbo haver não tem sujeito. Muita gente confunde e flexiona o verbo concordando com seu objeto direto, como se fosse seu sujeito.
Talvez, o motivo da confusão esteja na analogia que se faz com os verbos existir, acontecer e ocorrer.
Estes sim têm sujeito e a flexão deverá ser feita de acordo com eles (os sujeitos).

Vejam:
- Existirão três problemas simultâneos.
- Ocorrerão três problemas simultâneos.
- Acontecerão três problemas simultâneos.
- Existirão problemas, mas não serão significativos.
- Ocorrerão problemas, mas não serão significativos.
- Acontecerão problemas, mas não serão significativos.

OBSERVAÇÃO:
É importante dizer que os verbos auxiliares assumem o comportamento dos verbos principais.

Assim, devemos dizer:
- Deverão existir três problemas. (segue o sujeito de “existirão”)
- Deverão acontecer três problemas. (segue o sujeito de “acontecerão”)
- Deverão ocorrer três problemas (segue o sujeito de “ocorrerão”)
- Deverá haver três problemas. (segue o “haverá”, o auxiliar assume a impessoalidade do verbo haver).

VERBO HAVER IMPESSOAL INDICANDO TEMPO DECORRIDO

Também foi visto que: quando o verbo haver é utilizado para indicar tempo decorrido, ele é impessoal, não tem sujeito e, portanto, permanece sempre na terceira pessoa do singular.
Exemplos:
1) O certo é dizer: Havia cinco anos que ele se mudara.
    É errado dizer: Haviam cinco anos que ele se mudara.

2) O certo é dizer: Há três anos uso esse carro.
    É errado dizer: Hão três anos uso esse carro.

VERBO HAVER COMO AUXILIAR

Quando o verbo haver for um verbo auxiliar (sinônimo de ter nos tempos compostos) ele acompanhará o comportamento dos verbos principais e concordará com o sujeito destes.

Exemplos:
1) Eu havia (tinha) feito o bolo.
2) Tu havias (tinhas) feito o bolo.
3) Ela havia (tinha) feito o bolo.
4) Nós havíamos (tínhamos) feito o bolo.
5) Vós havíeis (tínheis) feito o bolo.
6) Elas haviam (tinham) feito o bolo.

VERBO HAVER PESSOAL

Nem sempre o verbo haver é impessoal, às vezes ele é pessoal, ou seja, tem sujeito. Pode ser conjugado em todos os tempos, gêneros e números.

1) Quando assume o sentido de “obter” ele é pessoal e tem sujeito:
- Houveram do professor a divulgação das notas.

2) Quando tiver o sentido de “considerar” é pessoal e tem sujeito:
- Eles o haviam por inteligente.

3) Quando for empregado no sentido de “comportar-se” é pessoal e tem sujeito:
- Eles se houveram corretamente ao ouvir o Hino Nacional.

4) Quando adquirir o sentido de “lidar" é pessoal e tem sujeito:
- Eles se houveram bem com aquele problema.

CONCLUSÃO

- No sentido de existir, ocorrer e acontecer ou quando indicar tempo decorrido, o verbo haver é impessoal e permanece invariável, ficando sempre na terceira pessoa do singular.
- Quando for um verbo pessoal e tiver sujeito ou quando for verbo auxiliar, o verbo haver é variável e concorda com o seu sujeito.

Artigos Recomendados:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se você tem uma história para contar, conte aqui. Se for divertida, não ofensiva nem agressiva poderá ser publicada. Mas se quiser apenas ler, fique à vontade!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...