Fonemas Vocálicos e seus critérios de classificação. Classificando as Vogais

quarta-feira, 19 de abril de 2017

As diferentes vogais são produzidas pelo diferente posicionamento dos músculos que delimitam a boca. A língua, os lábios e o véu palatino; as cavidades bucal e nasal, têm papel importante na produção dos sons vocálicos. Sendo assim, temos vários critérios para classificar uma vogal. Elas podem ser orais ou nasais, abertas, fechadas ou reduzidas, anteriores, centrais ou posteriores, altas, médias ou baixas, átonas ou tônicas. Vamos ver como funciona cada um desses critérios de classificação dos fonemas vocálicos.


Figura mostrando uma boca estilizada indicando a importância dos Fonemas vocálicos e seus critérios de classificação.Classificando as vogais
by Roberto M.
Quando expressamos nossos pensamentos e emoções pela fala, utilizamos uma combinação de sons elementares e distintivos que são chamados de Fonemas
Quando escrevemos, representamos esses sons da fala pelas letras.
Portanto, podemos concluir que não se há de confundir fonema com letra

O fonema é uma unidade sonora, realidade que nosso ouvido registra; a letra é uma representação gráfica e visual do fonema na escrita formal; representa na escrita o sistema sonoro de uma língua.

Alguns fonemas são representados, na escrita, por uma letra específica; mas há casos em que uma mesma letra representa sons diferentes e outros casos em que letras diferentes representam o mesmo som. Relembre isso lendo “A correspondência entre som e letra, a representação gráfica dos Fonemas pela escrita

Sabemos que os fonemas são classificados em vogais, consoantes e semivogais. Em outras postagens já tratamos dos “Fonemas Consonantais e seus critérios de classificação.” e dos “Fonemas Semivocálicos e suas representações.” Hoje vamos falar sobre os critérios de classificação dos fonemas vocálicos.

CRITÉRIOS DE CLASSIFICAÇÃO DOS FONEMAS VOCÁLICOS– VOGAIS

As vogais são fonemas produzidos por uma corrente de ar vibrante que passa livremente pela boca, proveniente dos pulmões. São sons representativos da formação silábica; em português, não há sílaba sem vogal. À vogal cabe a musicalidade de uma língua.
Já vimos em “Noções Gerais sobre a articulação sonora de uma língua. Fonética, Fonologia, Fonema, Letras” que são doze os fonemas vocálicos da língua portuguesa

FONEMAS VOGAIS
/ a /
/ ã /
/ Ɛ  /
/ e /
/ ē /
/ i /
/ ĩ /
/ ɔ /
/ o /
/ õ /
/ u /
/ ũ /

As diferentes vogais são produzidas pelo diferente posicionamento dos músculos que delimitam a boca: a língua, os lábios e o véu palatino.

Sendo assim, temos vários critérios para classificar uma vogal:

1 – Pelo papel das cavidades bucal e nasal:

Esse critério verifica se, durante a produção do som vocálico, a corrente de ar proveniente dos pulmões passa unicamente pela cavidade bucal ou também pela cavidade nasal. Isso acontece pela modificação no posicionamento do véu palatino.
Por esse critério as vogais podem ser orais ou nasais.

Vogais orais: a corrente de ar vibrante passa apenas pela cavidade bucal. São sete os fonemas vogais orais.

VOGAIS ORAIS
/ a / - pá
/ ɔ / - olhos
/ e / - medo
/ o / - boca
/ Ɛ  / - ferro
/ u / - burro
/ i / - ilha

Vogais nasais: a corrente de ar vibrante passa ao mesmo tempo pela cavidade bucal e nasal. São cinco as vogais nasais.

VOGAIS NASAIS
/ ã / - cama
/ õ / - onda
/ ē / - vento
/ ũ / - unha
/ ĩ / - pingo

2 – Pela Zona de Articulação:

Esse critério analisa a vogal em função da região onde é articulada. Acontece pela região do céu da boca em que se dá a maior elevação da língua.
Por esse critério as vogais podem ser anteriores, centrais ou posteriores.

Vogais anteriores: Na produção das vogais anteriores, a ponta da língua se eleva em direção à região anterior do céu da boca (palato). As vogais anteriores são produzidas com o fechamento dos lábios. São cinco as vogais anteriores.

VOGAIS ANTERIORES
/ e / - medo
/ i / - ilha
/ ē / - vento
/ ĩ / - pingo
/ Ɛ  / - ferro

Vogais Centrais: Na produção das vogais centrais, a língua passa a uma posição de repouso. As vogais centrais são produzidas com os lábios abertos. São duas as vogais centrais.

VOGAIS CENTRAIS
/ ã / - cama
/ a / - pá

Vogais Posteriores: Na produção das vogais posteriores, a parte posterior da língua se eleva em direção ao véu palatino, parte posterior do céu da boca. As vogais posteriores são produzidas com arredondamento dos lábios. São cinco as vogais posteriores.

VOGAIS POSTERIORES
/ o / - boca
/ u / - burro
/ ɔ / - olhos
/ ũ / - unha
/ õ / - onda

3 – Pela elevação da região mais alta da língua:

Esse critério baseia-se no quanto a língua se eleva em direção ao céu da boca quando da pronuncia da vogal.
Por esse critério as vogais podem ser altas, médias ou baixas.

Vogais Altas: Na produção das vogais altas, a elevação da língua em direção ao céu da boca é máxima. São quatro as vogais altas.

VOGAIS ALTAS
/ i / - ilha
/ u / - burro
/ ĩ / - pingo
/ ũ / - unha

Vogais Médias: Na produção das vogais médias, a elevação da língua em direção ao céu da boca é média. São seis as vogais médias.

VOGAIS MÉDIAS
/ o / - boca
/ e / - medo
/ ɔ / - olhos
/ ē / - vento
/ õ / - onda
/ Ɛ  / - ferro

Vogais Baixas: Na produção das vogais baixas, a elevação da língua em direção ao céu da boca é mínima. São duas as vogais baixas.

VOGAIS BAIXAS
/ a / - pá
/ ã / - cama

4 – Pela Intensidade:

A intensidade diz respeito à força com que as vogais são emitidas no ato da fala.
Por esse critério as vogais podem ser tônicas ou átonas.

Vogais Tônicas: São emitidas com mais força; estão sempre na sílaba tônica das palavras. Atenção: nem todas as vogais tônicas são acentuadas graficamente. Todos os fonemas vogais podem ser tônicos.

VOGAIS TÔNICAS
/ a /
jaca, metade
/ ã /
canta, janta
/ Ɛ  /
café, leve
/ e /
treme, pelo
/ ē /
dentro, entra
/ i /
fila, silo
/ ĩ /
cinto, brinco
/ ɔ /
solo, óleo
/ o /
boca, cone
/ õ /
ponto, conto
/ u /
fuga, rumo
/ ũ /
punho, fundo

Vogais Átonas: São emitidas com menos força e nunca estão na sílaba tônica das palavras. Todos os fonemas vogais podem ser átonos.

VOGAIS ÁTONAS
/ a /
acaba, muda
/ ã /
cantar, jantar
/ Ɛ  /
cafezinho, levemente
/ e /
tremor, exame
/ ē /
enxada, entrada
/ i /
cinema, dilema
/ ĩ /
vinhedo, blindado
/ ɔ /
somente, sozinho
/ o /
pomada, coral
/ õ /
contar, controle
/ u /
fugir, rumor
/ ũ /
punhal, cunhado

Obs.: Há autores que consideram, ainda, uma terceira categoria para a intensidade da vogal e que seria denominada subtônica e há autores que não a consideram. No nosso estudo adotaremos a ala dos que não consideram e consideraremos as vogais divididas, somente, em tônicas e átonas.

5 – Pelo Timbre:

Timbre é o efeito acústico resultante da distância entre o dorso da língua e o véu palatino, funcionando a cavidade bucal como caixa de ressonância. O timbre é o traço distintivo das vogais.
Por esse critério as vogais podem ser abertas, fechadas ou reduzidas.

Vogais Abertas: Na vogal de timbre aberto a língua se acha baixa. Uma vogal aberta só se dá nas vogais tônicas. São três as vogais abertas.

VOGAIS ABERTAS
/ a / - pá
/ ɔ / - olhos
/ Ɛ  / - ferro

Vogais Fechadas: Na vogal de timbre fechado a língua se eleva. Uma vogal fechada só se dá nas vogais tônicas. São nove as vogais fechadas

VOGAIS FECHADAS
/ ã / - cama
/ o / - boca
/ e / - medo
/ õ / - onda
/ ē / - vento
/ u / - burro
/ i / - ilha
/ ũ / - unha
/ ĩ / - pingo

Vogais Reduzidas: A vogal de timbre reduzido é proferida debilitada, anulando-se a oposição entre aberta e fechada. São todas as vogais átonas, finais ou não. Todos os fonemas vogais podem ser reduzidos.

VOGAIS REDUZIDAS
/ a /
canta, janta
/ ã /
cantar, jantar
/ Ɛ  /
cafezinho, levemente
/ e /
tremor, exame
/ ē /
enxada, entrada
/ i /
cinema, dilema
/ ĩ /
vinhedo, blindado
/ ɔ /
somente, sozinho
/ o /
pomada, coral, sozinho
/ õ /
contar, controle
/ u /
fugir, rumor
/ ũ /
punhal, cunhado

CONCLUSÃO

Para classificar um dado fonema vogal, é necessário considerar os diversos critérios estudados.

CLASSIFICAÇÃO DAS VOGAIS
/ a /
Oral, Central, Baixa,
Tônica Aberta ou Átona Reduzida
/ ã /
Nasal, Central, Baixa,
Tônica Fechada ou Átona Reduzida
/ Ɛ /
Oral, Anterior, Média,
Tônica Aberta ou Átona Reduzida
/ e /
Oral, Anterior, Média,
Tônica Fechada ou Átona Reduzida
/ ē /
Nasal, Anterior, Média,
Tônica Fechada ou Átona Reduzida
/ i /
Oral, Anterior, Alta,
Tônica Fechada ou Átona Reduzida
/ ĩ /
Nasal, Anterior, Alta,
Tônica Fechada ou Átona Reduzida
/ ɔ /
Oral, Posterior, Média,
Tônica Aberta ou Átona Reduzida
/ o /
Oral, Posterior, Média,
Tônica Fechada ou Átona Reduzida
/ õ /
Nasal, Posterior, Média,
Tônica Fechada ou Átona Reduzida
/ u /
Oral, Posterior, Alta,
Tônica Fechada ou Átona Reduzida
/ ũ /
Nasal, Posterior, Alta,
Tônica Fechada ou Átona Reduzida

Vale notar que quanto à intensidade, qualquer fonema vogal pode ser átono ou tônico dependendo de sua posição na palavra.
Vale notar, também, que quanto ao timbre, se o fonema vogal for átono, ele será reduzido. Se o fonema vogal for tônico ele poderá ser aberto ou fechado

Artigos Recomendados:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se você tem uma história para contar, conte aqui. Se for divertida, não ofensiva nem agressiva poderá ser publicada. Mas se quiser apenas ler, fique à vontade!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...