Regras para abreviar palavras. As abreviaturas não são aleatórias.

terça-feira, 2 de outubro de 2012

Existem regras para abreviar palavras. Vejam algumas delas extraídas de um Dicionário de Abreviaturas, onde tem um Manual de Abreviaturas que segue referências da ABNT.


Regras para abreviar palavras
by Roberto M.
O que é abreviar uma palavra? O que é uma abreviatura?
Abreviatura não é uma coisa que se deva fazer indiscriminadamente. Existem regras para isso. Achei até um Dicionário de Abreviaturas elaborado pela Prefeitura da cidade de São Paulo que é muito interessante.
Nesse dicionário existe um manual de abreviatura de palavras que ensina a abreviar seguindo as referências da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas).

Segundo esse manual, abreviatura é a redução de palavras até o limite que não prejudique seu significado.
Exemplo: planejamento – planej.

Existem várias regrinhas que devem ser utilizadas nas abreviações. Vamos a algumas:

- Para abreviar usamos, como regra geral, a primeira sílaba da palavra, seguida da primeira letra da segunda sílaba mais o ponto abreviativo.
Exemplo: número = num.

- As palavras abreviadas devem terminar sempre com uma consoante.
Exemplos: veículos = veic.; direção = dir.

- Caso a segunda sílaba se inicie por duas consoantes, utilizam-se as duas.
Exemplo: construção = constr.

- As abreviaturas só podem terminar em vogal em duas situações:
1- Quando houver a necessidade de diferenciação de sexo.
Exemplos: dr. = doutor; dra. = doutora
2- Quando seu uso já estiver regulamentado.
Exemplos: depto. = departamento; pe. = padre

- Não abreviar palavras com menos de cinco letras, a menos que seu uso já esteja regulamentado.
Exemplos: D. = Dom; S. = São.

- As abreviaturas devem sempre ser usadas no singular.
Exemplos: tab. = tabela (s); val. = valor (es).

- Há palavras que recebem a mesma abreviatura que outras, sem prejudicar a compreensão.
Exemplos: adm. = administração; adm. = administrativo.

- Nome próprio nunca deve ser abreviado se couber no espaço onde vai ser digitado ou escrito.

- Na necessidade de abreviar um nome próprio, nunca abreviar o primeiro nome.

- Em caso de nome próprio com número superior a dois sobrenomes, sempre abreviar o sobrenome que vier logo após o primeiro nome mantendo o sobrenome final.

- Não utilizar ponto final nas abreviaturas, o ponto abreviativo já serve como ponto final.

- Como deu para perceber em alguns dos exemplos acima, existem palavras que têm abreviaturas que, mesmo não seguindo as regras descritas, são aceitas pela gramática normativa.
Exemplos: coronel = cel.; bacharel = bel.; apartamento = ap. ou apto.


- Para finalizar e descontrair um pouco, resolvi compartilhar esse vídeo de humor que mostra as consequências de um nome próprio que não foi abreviado adequadamente.
Contrariando as regras, além de abreviarem um nome próprio, o fizeram nos primeiros nomes. Vejam o que aconteceu com o deficiente visual:


Artigos Recomendados:

3 comentários:

  1. mto. bm. essa post.

    ResponderExcluir
  2. eu usei o nome "Joao Pedro C.B" como nome artístico, ficou ruim? devo tirar o ponto entre o "C" e o "B"? preciso de recomendação.

    ResponderExcluir
  3. COMO ABREVIO ESTE TITULO:
    A IMPORTANCIA DO CONHECIMENTO DOS TECNICOS EM ENFERMAGEM SOBRE AS BACTERIAS SUPER RESISTENTES

    ResponderExcluir

Se você tem uma história para contar, conte aqui. Se for divertida, não ofensiva nem agressiva poderá ser publicada. Mas se quiser apenas ler, fique à vontade!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...