O nascimento das Olimpíadas. Como surgiram e evoluíram os Jogos Olímpicos.

quarta-feira, 22 de junho de 2016

Jogos Olímpicos: Um misto de realidade e mitologia. Entenda o surgimento e a evolução desse magnífico evento esportivo que emociona todos os quadrantes do mundo. Descubra como surgiu a tradição olímpica e muitas outras curiosidades.


Ilustração mostrando um jovem saltando um obstáculo carregando uma tocha olímpica e com uma coroa de louros na cabeça.
by Gabriel M.
As Olimpíadas podem ser consideradas o maior evento esportivo do mundo, quiçá da galáxia. É também a competição que mais gera instinto de competitividade; nos apresenta comoventes atos de superação, histórias emocionantes e sempre muita adrenalina.
É muito raro não ficar na expectativa pelas competições.

É difícil encontrar alguém que não goste de nenhuma modalidade apresentada nas Olimpíadas. E se você for um dos que não gosta de nenhum esporte, talvez seja a hora de repensar, afinal, esporte é vida.

Quanto às Olimpíadas, enquanto os atletas se preparam por anos para conseguirem índices e chegarem ao topo, a gente pode aprender um pouco mais sobre esses Jogos, por que foram criados, de onde veio toda a tradição, além de outras curiosidades.

O INÍCIO DA TRADIÇÃO

Registros históricos apontam que os primeiros Jogos Olímpicos da humanidade começaram em torno de 2700 anos atrás, na Grécia, mais especificamente em Olympia. Esses jogos faziam parte de um festival religioso, já que eram dedicados a Zeus, o “rei divino”, e eram sediados de quatro em quatro anos, sempre no mesmo local. Assim, esse período de quatro anos era conhecido como “Olympiad”.

Por ser tão antigo e por haver tão poucas formas de registro à época, fica difícil saber as razões exatas por trás do nascimento dos Jogos. Até hoje, a mitologia ainda se mistura com a história e muitos eventos são tidos como consequência de intervenções divinas. Alguns mitos sugerem que os Jogos foram instituídos pelo próprio Zeus, em memória de sua batalha contra Cronos. Outros mitos dizem que os Jogos foram criados por Hércules em homenagem a Zeus, após sair de uma batalha com a vitória.

Mitologia à parte, o fato é que eram Jogos em honra aos deuses e o objetivo era demonstrar as qualidades físicas e a habilidade dos jovens homens, além de ser um bom evento de integração entre as cidades gregas – por volta de 50.000 pessoas vinham de todo o mundo grego para participar e assistir.

OLIMPÍADA: SINÔNIMO DE PAZ

Outro fato interessante diz respeito à “Trégua Sagrada”. 
Naquela época, as cidades-estado gregas estavam frequentemente em guerra. Para que os Jogos pudessem acontecer, era decretado um período de trégua entre as cidades. 

Assim, quem quer que fosse – atletas, artistas, peregrinos, famílias – poderia viajar de maneira segura, sem correr riscos de encontrar alguma batalha pelo caminho, ou de ser morto por alguém de alguma cidade rival. Mensageiros iam de cidade em cidade anunciando o início das competições e a trégua se estabelecia durante um período. Isso acontecia porque a conotação religiosa dos Jogos era mais importante que as guerras.

OS COMPETIDORES DAQUELA ÉPOCA

Somente homens livres de origem grega podiam competir. Havia apenas uma exceção: nas competições equestres, o campeão era o dono do cavalo, e não o cavaleiro. Então se uma mulher era dona de um cavalo, ela poderia participar da competição. Aliás, há a crença que somente as mulheres solteiras poderiam comparecer ao evento. Qualquer mulher casada que fosse pega espreitando as competições era punida.

AS MODALIDADES ESPORTIVAS INICIAIS

A grade de esportes era bem diferente da atual. Apenas existiam competições individuais, nada de esportes coletivos, afinal, o objetivo era mostrar os atributos e habilidades quase divinos dos humanos, e não a capacidade de trabalho em grupo.

Inicialmente, havia apenas um dia de competição e apenas um evento: a corrida – um tiro de velocidade de um lado a outro do estádio.
Gradualmente foram sendo adicionados novos esportes e a competição passou a ter mais dias. 

As competições ocorriam no “stadion” e incluíam a corrida, a luta (também conhecida como “wrestling”), o boxe, o salto em distância, os arremessos de lança e de disco, além do pentatlo, que juntava todos esses eventos em uma só competição. 
Outra forma de luta era o “pankration”, uma espécie de vale-tudo que não possuía muitas regras. Um dos esportes mais duros que se tem notícia.
Havia ainda as competições equestres, que ocorriam nos hipódromos, e incluíam as corridas de cavalos e de charretes, sempre cheias de adrenalina.

A PREMIAÇÃO DE ANTIGAMENTE

A cerimônia de premiação ocorria no Templo de Zeus. 
Os campeões ouviam um arauto gritar em alto e bom som o seu nome, o nome de seu pai e o nome de sua cidade. Eles ganhavam uma coroa de folhas e o status de heróis. 

De volta pra sua cidade natal, os cidadãos o idolatravam e recebia diversas vantagens pelo resto da vida. A esses vencedores era permitido casar com mulheres ricas, aproveitar refeições de graça, convites para festas e os melhores assentos nos teatros. Muitos deles recebiam estátuas erguidas em sua homenagem.

A EXTINÇÃO DOS JOGOS OLÍMPICOS DA ERA ANTIGA

Tudo isso durou uns bons séculos. Porém, após o Império Romano conquistar a Grécia em 146 a.C., começou o declínio dos jogos, até serem extintos. 
Em 393 d.C., o imperador Teodósio I, recém convertido ao Cristianismo, decidiu abolir todos os cultos e centros pagãos, inclusive os Jogos Olímpicos em homenagem aos deuses antigos.

Dessa forma, os Jogos Olímpicos ficaram abolidos e esquecidos por mais de 1000 anos. Olympia foi sendo esquecida e foi desaparecendo aos poucos devido a terremotos e inundações.


A REDESCOBERTA DAS OLIMPÍADAS NA ERA MODERNA

Apenas em 1875, escavações arqueológicas redescobriram o local. E mais tarde, essas escavações inspiraram o Barão de Coubertin a instituir, a partir de 1896, os Jogos Olímpicos da Era Moderna.

Ufa! Que história. Mas o que mais surpreende é o fato de saber que desde antigamente o esporte é uma ferramenta de integração e união. Atualmente, ainda podemos pensar no esporte como uma maneira de inclusão social e superação de limites.
E ainda tem gente que não gosta de esportes...

E você, o que acha de toda essa história?
             2) BBC©. Ancient Greeks: The Olympic Games, 2014  -  Acesso em 09 de junho de 2016.

Artigos Recomendados:

Um comentário:

  1. Muito legal sua historia, abrangente, leitura gostosa e leve, esclarecedora!
    Nelsina Ventura

    ResponderExcluir

Se você tem uma história para contar, conte aqui. Se for divertida, não ofensiva nem agressiva poderá ser publicada. Mas se quiser apenas ler, fique à vontade!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...