A felicidade e a perfeição. Como lidar com o vício do perfeccionismo.

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

O excesso de perfeição pode atrapalhar relacionamentos, acabar com projetos e trazer a infelicidade ao perfeccionista. Conheça algumas maneiras para dominar essa mania.


Buscando a Perfeição. A mania do Perfeccionismo.
by Roberto M.
Circunstâncias podem, certamente, tornar a vida infeliz. Mas, uma parte (muitas vezes, uma grande parte) da infelicidade vem do nosso próprio pensamento, comportamento e hábitos.
Um dos hábitos diários mais destrutivos, que pode criar infelicidade no íntimo das pessoas, é a procura da perfeição.
Será que a vida tem que ser perfeita para que se possa ser feliz?

É necessário comportar-se de uma maneira perfeita e obter resultados perfeitos para se alcançar a felicidade?

Então a felicidade não vai ser fácil de ser encontrada.
Definir o grau de auto desempenho em um nível muito elevado, às vezes desumano, geralmente, conduz o indivíduo a uma baixa autoestima e a uma sensação de que não é bom o suficiente, mesmo que tenha tido uma série imensa de bons e excelentes resultados.

A pessoa acha que, ela própria e, também, tudo o que ela faz, nunca é bom o suficiente; exceto, possivelmente às vezes, quando sentir que algo saiu simplesmente perfeito.

COMO SUPERAR ESSE HÁBITO

Vou citar três coisas que ajudam a largar o vício do perfeccionismo e tornam as pessoas mais relaxadas e soltas.

1 – Procurar apenas o suficientemente bom
Almejar a perfeição absoluta, geralmente, faz com que um projeto ou qualquer outra coisa nunca sejam concluídos. O ideal, é procurar o suficientemente bom em vez do absolutamente perfeito.
Não devemos usar isso como uma desculpa para afrouxar a qualidade das coisas. Mas, simplesmente, basta percebermos que existe algo chamado “bom o suficiente” e que, quando se chega lá, podemos concluir o que estamos fazendo.

2 – Determinar um prazo final para os objetivos.
Precisamos estabelecer prazos e metas, toda vez que iniciamos novas tarefas.
Ir trabalhando e só concluir quando acharmos que já fizemos tudo não funciona. Sempre poderemos encontrar coisas para acrescentar ao projeto.
Devemos estabelecer prazos, isso fará com que sejamos pressionados a concluir. Geralmente, é uma boa maneira de ajudar a deixar de ter a necessidade de aperfeiçoar as coisas sempre um pouquinho mais.

3 – Perceber qual é custo da crença na ilusão da perfeição.
Esta é uma poderosa razão para deixarmos de ser perfeccionista. É sempre bom lembrarmos dela se pensamentos de exagerada perfeição aparecerem inesperadamente em nossa mente.
Às vezes, ao assistirmos muitos filmes, ouvirmos muitas músicas e simplesmente “engolirmos” o que o mundo está nos dizendo, é muito fácil nos iludirmos com os sonhos da perfeição. Parece bom e maravilhoso e nos inclinamos a querer isso.

Entretanto, na vida real o perfeccionismo entra em choque com a realidade das coisas. Isso tende a causar muito sofrimento e estresse. Tanto no próprio perfeccionista quanto nas pessoas ao seu redor.
Ele pode prejudicar ou, possivelmente, acabar com relacionamentos, trabalhos, projetos, etc., simplesmente porque as expectativas estavam fora deste mundo.

Artigos Recomendados:

Um comentário:

  1. Interessante essa postura. O perfeccionista parece considerar as outras pessoas ao seu redor como inferiores e incapazes. Isso cria a ideia de que só o perfeccionista é "o bom", o resto é inútil e dispensável. Dessa maneira as pessoas vão se afastando ou deixando de se esforçar, pois não significam nada mesmo...
    Nelsina Ventura

    ResponderExcluir

Se você tem uma história para contar, conte aqui. Se for divertida, não ofensiva nem agressiva poderá ser publicada. Mas se quiser apenas ler, fique à vontade!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...