A água do mar e seus movimentos

quinta-feira, 17 de novembro de 2011


A água do mar não está parada.Ela realiza vários movimentos
by Roberto M.
O que é marulho? O que são ondas? Por que existem as correntes marítimas? Por que acontecem as marés
A água do mar nunca está parada. Ela sempre está se movimentando. 
São vários os movimentos realizados pela água do mar. 
Os principais são: o marulho, as ondas, as marés e as correntes marítimas.
Vamos tentar dar uma noção de cada um desses movimentos:

O Marulho

Se soltarmos algum objeto flutuante nas águas de um mar bem calmo, notaremos que esse objeto não fica parado, mas faz um leve movimento de subida e descida. Isso acontece devido à oscilação da água provocada pela ação do vento.
Esse pequeno movimento de oscilação da água do mar é o que chamamos Marulho.

As Ondas

Quando o vento sopra, ele movimenta a água do mar. A movimentação da água é diretamente proporcional à velocidade dos ventos, ou seja, quanto maior for a velocidade dos ventos, maior será a movimentação que eles provocam nas águas dos mares e oceanos.
Essa movimentação das águas, devida ao sopro do vento, dá origem às ondas, também conhecidas como vagas.

As ondas da água do mar podem atingir vários metros de altura

O tamanho das ondas ou vagas depende da velocidade do vento, da duração desse vento (quanto tempo ele fica soprando) e também da distância de onde ele se originou. As ondas podem chegar a vários metros de altura e podem ser muito perigosas para a navegação e também para as áreas litorâneas. A onda mais alta que se tem registro atingiu cerca de 35 metros de altura.

Um fenômeno interessante é a arrebentação das ondas na praia. Elas quebram na praia porque ali a profundidade do mar é pequena. As ondas arrebentam devido à diminuição da profundidade do mar.

As ondas provocadas pelos ventos é o que acontece normalmente. Entretanto, elas podem se originar também devido a terremotos, deslizamentos, erupções vulcânicas. Esses fenômenos provocam os famosos Tsunamis, ondas gigantes e assassinas que trazem muita destruição.

As Marés

Se ficássemos observando o mar continuamente durante um dia inteiro, notaríamos que o nível das águas é variável: ora está mais baixo, ora está mais alto. Notaríamos que esse nível aumenta continuamente durante seis horas, atingindo um máximo, e depois diminui continuamente durante seis horas, atingindo um mínimo.

Essa lenta subida e descida do nível das águas, durante o dia, constitui o fenômeno das marés.
As marés acontecem devido à atração que o Sol exerce sobre os mares e oceanos. Onde o sol está aparente, o nível das águas aumenta. Ao mesmo tempo, do outro lado da Terra, o nível das águas diminui.

Mas não é só o Sol que exerce atração sobre as águas dos mares e oceanos, pois se assim fosse, as águas subiriam durante 12 horas e desceriam durante 12 horas. A Lua também exerce atração. É por isso que as águas sobem durante 6 horas e descem durante 6 horas, havendo dois máximos e dois mínimos durante um dia.

Ao nível máximo chamamos maré alta ou preamar. Ao nível baixo chamamos maré baixa ou baixa-mar.
Quando a água está subindo, dizemos que está ocorrendo o fluxo. Quando a água está baixando ocorre o refluxo.

No fluxo alcança-se a maré alta ou preamar. No refluxo alcança-se a maré baixa ou baixa-mar

Na época de lua nova e de lua cheia as marés são mais fortes (marés de águas vivas). No quarto crescente e quarto minguante são mais fracas (marés de águas mortas).
Quando ocorrem ventos fortes, por ocasião de maré alta, principalmente se for de água viva, há um grande avanço das ondas sobre as praias. Esse fenômeno é conhecido como ressaca.

A diferença de nível entre maré alta e maré baixa varia de um local para outro e também de um dia para outro. No Maranhão, por exemplo, essa amplitude pode chegar a 8 metros. Já no Rio Grande do Sul a diferença é pequena.

As marés influenciam na movimentação dos portos marítimos. É comum, navios de grande porte esperarem a maré alta para se aproximarem ou se afastarem do porto. Existem países, como a França, que usam a força das marés para gerar energia elétrica.

As Correntes Marítimas

As correntes marítimas são verdadeiros rios de água salgada que correm na superfície dos oceanos.
Vários fatores contribuem na formação das correntes marítimas. Elas são provocadas pelas diferenças de temperatura, pressão e salinidade dos oceanos, e impulsionadas pelo vento. A forma das bacias oceânicas e o movimento de rotação da Terra também contribuem para a formação das correntes marítimas.

Correntes Marítimas

As correntes marítimas podem ser quentes ou frias. As correntes quentes movimentam-se da zona equatorial para as regiões polares. As correntes frias fazem o caminho contrário, têm origem nos pólos e vão em direção à linha do equador.

As correntes marítimas influenciam no clima e na paisagem de algumas regiões. A corrente quente do Golfo, por exemplo, aquece o litoral europeu, amenizando o clima, principalmente da costa da Noruega. A corrente fria do Labrador congela as águas do porto de Nova York. As regiões desérticas do Chile e da Califórnia não recebem a umidade do oceano porque as correntes frias fazem com que as nuvens se condensem ainda sobre os mares.
Bibliografia: 1 – Moreira, Igor – Construindo o Espaço do Homem – Editora Ática
                     2 – Simielli, Maria Helena – Geoatlas – Editora Ática

Artigos Recomendados:

2 comentários:

  1. muito bom, esclarecedor, obrigado.

    ResponderExcluir
  2. Estou trabalhando com "energia das ondas". Gostaria de saber sobre movimentos constantes das ondas em praias como a costa do Rio Grande do Sul que são abertas e lineares( sem montanhas)As ondas são sempre perpendiculares ao continente (fluxo e refluxo) na maioria das vezes? Obrigado.

    ResponderExcluir

Se você tem uma história para contar, conte aqui. Se for divertida, não ofensiva nem agressiva poderá ser publicada. Mas se quiser apenas ler, fique à vontade!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...