Palavras erradas faladas normalmente como se certas fossem.

segunda-feira, 8 de agosto de 2011


Falar meia cansada está errado, o correto é meio cansada
by RobertoM.
Qual é o certo, germinada ou geminada? Como se fala isso, vasculante ou basculante? É correto falar trabisseiro, mortandela, cardaço?
Não é raro escutarmos por aí, pessoas falando algumas coisas que chegam a doer no ouvido: mindingo, poblema, asterístico, meia cansada e outras mais.
 Hoje vou comentar sobre algumas palavras que costumamos ouvir e que estão completamente erradas

Às vezes, nem existem nos dicionários ou têm significado completamente diferente do que se está querendo dizer. Vejamos:

1 – Iorgute não existe. Quando tomamos aquele derivado do leite, tomamos Iogurte.
2 – Mortandela não sei o que é. Os meus sanduiches são sempre de Mortadela.
3 – Mendingo ou Mindingo. Nenhum dos dois existe. O correto é Mendigo.
4 – Trabisseiro é demais. Eu costumo dormir é com Travesseiro.
5 – Cardaço não desamarra. O que desamarra é Cadarço.
6 – Vasculhante ou vasculante. Quem vasculha está pesquisando, investigando. Os caminhões e janelas são Basculantes.
7 – Germinada é a semente que nasce e brota. As casas são Geminadas (do latim geminare que significa duplicar).
8 – Poblema ou Pobrema. Já dizia um amigo meu: quem tem um poblema, tem dois, pois o correto é Problema.
9 – Meia cansada é aquela meia que ficou no pé muito tempo. A pessoa que está um pouco cansada tem que usar o advérbio de intensidade meio. O correto é Meio cansada.
10 – Asterístico é o nome do meu tio. O sinal gráfico é Asterisco.
11 – Salchicha ou Salsicha. Apesar da palavra correta ser Salsicha (do italiano, salsiccia) já existe nos dicionários uma variação assimilada, Salchicha, significando a mesma coisa.

Artigos Recomendados:

23 comentários:

  1. A língua é maltratada, mas, se me permite, algumas das palavras que você cita como errada, não estão. Trabisseiro, por exemplo, não é trivial seu uso no Brasil, mas está correto, assim como assobio ou assovio, vassoura e bassoura, vasculante ou basculante. Entre as expressões que mudaram de sentido está "para variar", que antes era exceção a algo rotineiro, hoje é usado justamente como rotina, graças aos humorísticos televisivos.

    ResponderExcluir
  2. Concordo com o senhor Marcos Pontes quando ele diz que assobio e assovio estão corretos, pois são variantes; bassoura também é uma variante de vassoura.Assim como, salsicha e salchicha. Entretanto, trabisseiro, pelo menos por enquanto, não é variante de travesseiro.Portanto, ainda é errado.
    Tá certo que já estão até lançando livros didáticos com palavras erradas (tipo "nóis vai e nóis vorta")dizendo que como é costume devem ser ensinadas nas escolas. Mas não vamos exagerar né.
    Prá mim, escola é prá ensinar o correto, pois errado as pessoas já falam.
    Mas do jeito que vai indo... tudo será certo algum dia. "Trabisseiros" e "nóis vai".
    "Deus salve nossa língua".

    ResponderExcluir
  3. Não concordo com o senhor Marcos Pontes aí em cima, quando fala que vasculante e basculante estão corretas. Basculante é aquele que faz o movimento de báscula. "Vasculante" estaria ligado a vascular (referente a vasos, principalmente os sanguíneos). Como disse o senhor Antonio, também aí em cima, "não vamos exagerar né" nas nossas acomodações linguísticas. "Vasculante" é errado sim. Não é porque tem um monte de gente que fala errado, que devemos considerá-la certa. Temos sim, que melhorar a qualidade do ensino, para que as pessoas aprendam a falar e escrever corretamente e não, de uma maneira simplista, adaptar os livros didáticos com palavras erradas, só porque é costume falar daquela maneira.

    ResponderExcluir
  4. Adorei esta liçãozinha sobre língua, amiga Telma, vê-se tanto erro que chega a irritar e, se há coisa que eu aprecie é o português escrito com correcção.
    Eu sou portuguesa e aqui não se diz "nóis vai", felizmente.Concordo com as opiniões de António e de Efraim Medeiros pois penso da mesma maneira.
    Todas as ajudas para preservar a pureza e correcção da nossa língua serão muito úteis, muito obrigada.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  5. faltou a soMbrancelha kkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  6. Pior de tudo isso é a onda de gerundismo que assola a mente dos ignorantes que querem falar bonito. Também é execrável o uso da palavra entorno ao invés de "em volta de" ou "no contorno". Isso sem falar na mania atual de inventar palavras, tais como "empregabilidade".

    ResponderExcluir
  7. e tem gente que insiste em falar e escrever, isso até nas emissoras de televisão, CÉLEBRO pois não devem ter um CÉREBRO.

    ResponderExcluir
  8. DEDETIZADOR que todo mundo
    acha que é DETETIZADOR

    ResponderExcluir
  9. É, o estudo é foda.

    Raras são as pessoas que eu escuto conjugar um verbo com o pronome certo. É 'mim' fazendo tudo.

    E uma a qual ninguém dá a mínima importância: óculos. Quem fala "meus" óculos? Acho que só escutei o professor Pasquale e minha mãe falando corretamente. O resto fala 'meu óculos'.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Voce mesmo acabou de errar, ao dizer o que o resto fala, porque da forma que está escrito, está correto (meu óculos)! Presta atenção, Felipe.

      Excluir
  10. Nunca fui exageradamente exigente em relação à linguagem, quer fosse escrita ou falada. Pelo contrário, permito-me dizer expressões do tipo "vamo armoçá" sempre que possível, até para quebrar o gelo da rigidez da língua portuguesa e criar um clima mais descontraído. Mas, como engenheiro que sou, jamais aceitarei que a estrutura linguística seja danificada, empobrecida e tornada ilógica como tem sido, nomeadamente nas reformas que tem sofrido oficialmente. Cito como pequeno exemplo a abolição do uso do trema, um símbolo de grande importância, e que foi eliminado por ser considerada inútil por pessoas que não observaram a lógica de sua utilização. Pois agora, sem que tenhamos uma indicação evidente, como saberemos a pronúncia de certas palavras, tais como quente e eloquente? Gostaria que o responsável pela eliminação do sinal me desse uma explicação ao menos razoável, sem lançar mão, poupe-me, da justificativa de que os desígnios da linguagem estejam na boca do povo, que, no caso do Brasil, é de baixíssima cultura, infelizmente.

    ResponderExcluir
  11. Simples. Só tirar as dúvidas no dicionário de vocabulário da Academia Brasileira de Letras.

    http://www.academia.org.br/abl/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?sid=23

    ResponderExcluir
  12. E rissole? É correto falar? Sempre aprendi rissole.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O recomendado, para denominar aquele salgadinho delicioso, é usar RISSOLE.
      O uso do vocábulo risole (ou rizole) é comum, porém os dicionários registram apenas rissole.
      Portanto, quem desejar seguir a norma culta, deve escrever sempre rissole.

      Excluir
  13. tem também a palavra LAGARTIXA, que muitos falam LARGATIXA

    ResponderExcluir
  14. Clovis lima. Devemos ter bastante cuidado ao corrigir alguém,jamais na frente de outras pessoas.Eu cansei de dizer:pai o certo é vassoura!.ele disse: digo como eu quiser,bassoura!.Dias depois abro a Veja e vejo um artigo sobre linguagem dizendo uma série de palavras que estavam certas,e surpreso fiquei ao ver bassoura entre elas.Desde já respeitemos os mais velhos,pois há muita sabedoria adquerida ao passar dos anos,obrigado.

    ResponderExcluir
  15. Faltou a Palavra "MENAS" que muita gente usa e não existe... O Correto é sempre "MENOS"

    ResponderExcluir
  16. Esqueceram do "des costas"!!

    ResponderExcluir
  17. E os clássicos, truxe que na verdade é trouxe, e sube que na verdade é soube.

    ResponderExcluir
  18. Olá! Me chamo Carlos Luiz Batista,
    Concernente essa questão, temos que corroborar a peculiaridade da morfologia, que é exatamente estudar as palavras olhando para elas isoladamente. Outra questão importante é analisar a etimologia. Palavras como: Contatar, também é aceita na escrita: Contactar no Brasil, mas a etimologia é portuguesa. (Portugal).

    ResponderExcluir

Se você tem uma história para contar, conte aqui. Se for divertida, não ofensiva nem agressiva poderá ser publicada. Mas se quiser apenas ler, fique à vontade!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...