As mudanças no cosmo. Plutão não é mais planeta.

sexta-feira, 29 de julho de 2011


Plutão não é mais planeta do sistema solar, agora ele é um planeta-anão, assim como Ceres, Haumea, Makemake e Éris
by Roberto M.
Quantos planetas existem no sistema solar? Quais as condições para que um corpo celeste seja considerado planeta? Além de planetas, quais outros corpos celestes constituem o sistema solar? Se Plutão não é mais planeta, o que ele é agora? 
Agora passou a existir o planeta-anão
O sistema solar tem agora oito e não mais nove planetas, como tinha até 24/08/2006. 
Nesta data, em reunião da IAU (União Astronômica Internacional), os 2500 cientistas
e astrônomos presentes decidiram que Plutão não é mais um “planeta do sistema solar”.

Plutão, que desde 1930 era considerado um astro da mesma categoria de Mercúrio, Venus, Terra, Marte, Júpiter, Saturno, Urano e Netuno, foi rebaixado.
Daqui prá frente ele fará parte de uma nova categoria de corpos celestes: os denominados “planetas-anões”. Agora, segundo a decisão da IAU, Plutão é um planeta-anão.

Para chegar a essa conclusão, os astrônomos postularam que, para ser classificado como um planeta do sistema solar, um corpo celeste deve respeitar três condições:

1- Gravitar em torno do Sol;

2- Ter massa suficiente para assumir a forma geométrica de uma esfera;

3- Ser o corpo celeste dominante, como fonte de campo gravitacional, em suas vizinhanças, ou seja, nas proximidades de sua órbita deve dominar, limpar gravitacionalmente.

Plutão satisfaz as duas primeiras condições, mas não respeitou a terceira, sua órbita se aproxima da órbita de Netuno, que é dominante em suas vizinhanças, pois a massa de Netuno é cerca de 8600 vezes maior que a de Plutão.

Por não respeitar essa terceira condição, que é exatamente a distinção entre os planetas-anões e os outros planetas, ou seja, a inaptidão em limparem a vizinhança de suas órbitas (removerem pequenos corpos que lhe causem alguma perturbação gravitacional), é que Plutão foi rebaixado a planeta-anão.

Os planetas-anões são considerados excessivamente pequenos, em termos de massa, para alterar de modo significativo o seu ambiente da forma que seria feito por um planeta.
Mas, Plutão já não está sozinho nessa nova classificação.

Os cientistas e astrônomos decidiram que Plutão não é planeta e sim planeta-anão. Ceres, Haumua, Makemake e Éris são os outros planetas-anões do sistema solar

Já existem mais quatro corpos celestes, que ao contrário de Plutão que foi rebaixado, foram “promovidos” para planetas-anões. São eles:

1- Ceres, que era considerado um asteróide, com órbita elíptica entre Marte e Júpiter (raio médio de 414 x 106 Km), período de translação de 1680 dias (4,6 anos) e diâmetro de 930 Km.

2- Éris, descoberto em julho de 2005, com órbita elíptica muito além de Plutão (raio médio de 102 x 108 Km), período de translação de 561 anos e diâmetro de 3000km.

3- Haumea, descoberto em dezembro de 2004, com órbita elíptica além de Plutão (raio médio de 65 x 108 Km), período de translação de 283,28 anos e diâmetro de 1600 Km.

4- Makemake, descoberto em março de 2005, tem órbita elíptica além de Plutão (raio médio de 69 x 108 Km), período de translação de 310 anos e diâmetro médio de 1900 Km.

Concluindo: Plutão, Haumea, Makemake e Éris são considerados planetas-anões do tipo plutóide, ou seja, orbitam muito além da órbita de Netuno, nos confins do sistema solar.

Artigos Recomendados:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se você tem uma história para contar, conte aqui. Se for divertida, não ofensiva nem agressiva poderá ser publicada. Mas se quiser apenas ler, fique à vontade!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...