Como surgiu e qual o significado do termo ”Dourar a Pílula”.

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011


by Telma M.
Todas as culturas têm expressões que são perfeitamente compreendidas pelos habitantes do país, mas um estrangeiro não consegue entender, mesmo que esteja munido dos melhores dicionários da língua em questão. Às vezes, nem os próprios habitantes conseguem explicar, direito, certas palavras.
O termo “dourar a pílula” é uma dessas expressões.
Vamos ver quando e como surgiu a expressão idiomática “dourar a pílula”, para depois entender o seu significado.
 
O médico persa Rhazés, que viveu no período entre 865 e 923 D.C., foi quem primeiro teve a idéia de revestir as formas farmacêuticas sólidas ou pílulas, para torná-las menos amargas. Para isso ele utilizou sementes de Plantago pssylium L., cujo nome popular é Saragatoa menor.
Essas sementes apresentam sabor adocicado e em seu interior possuem uma substância que fica viscosa quando em contato com a água. Essa propriedade da Saragatoa facilitava sua aderência às paredes das pílulas. Assim os medicamentos amargos, após recobertos, tornavam-se adocicados e de fácil deglutição.
 
Depois, Avicena, um filósofo persa muito precoce que com apenas 16 anos já exercia a medicina e várias outras ciências, empregou folhas de ouro e prata para envolver os comprimidos (entre os anos 980 e 1037 D.C.).
Um comprimido embrulhado em papel dourado fica mais bonito e atraente, embora seu sabor continue ruim. Aí sim já se pode perceber a origem da expressão “dourar a pílula”.
 
Em 1866 outro farmacêutico, agora nos EUA, na Filadélfia, foi o primeiro a preparar pílulas recobertas de açúcar. Logo depois apareceram os comprimidos revestidos com açúcar e polímeros que envolvem as drágeas como um filme. As pílulas ficaram coloridas, lustrosas, sabor adocicado, bonitas, atraentes ao paladar.
 
Como se pode ver, os três personagens históricos usaram de subterfúgios para que uma coisa ruim, amarga, parecesse mais palatável.
As pílulas eram “douradas” ou seja “maquiadas” para parecerem mais gostosas.
 
Por tudo isso, hoje, a expressão “dourar a pílula” é usada como sinônimo de mascarar a verdade; uma maneira de dizer uma verdade ou um fato doloroso de uma forma mais suave, que não agrida demais o ouvinte. Muda-se a aparência de alguma coisa para torná-la mais atraente.
Veja bem, não é mentir, é adocicar uma verdade amarga.
É isso que significa dourar a pílula!

Artigos Recomendados:
. 

2 comentários:

  1. Obrigado! Agora posso usar essa expressão para incrementar minhas discussões.

    ResponderExcluir
  2. Obrigado pela explicação, amigo.
    Nelson

    ResponderExcluir

Se você tem uma história para contar, conte aqui. Se for divertida, não ofensiva nem agressiva poderá ser publicada. Mas se quiser apenas ler, fique à vontade!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...