Qual é a idade da Terra? Como se faz para determinar o tempo de existência do nosso planeta?

quinta-feira, 1 de fevereiro de 2018

Numa visão moderna, a Terra primordial emerge de uma nuvem turbulenta de gases, poeira e planetoides que circundam uma nova estrela, o Sol. Posteriormente, essa nuvem começou a se solidificar originando a Terra e se estabelecendo num tranquilo sistema solar. Pesquisas atuais dizem que tais acontecimentos ocorreram há 4,5 bilhões de anos.


Qual é a Idade da Terra. Como se faz para determinar o tempo de existência do nosso Planeta
by Roberto M.
Entende-se por idade da Terra, o tempo transcorrido desde que o nosso planeta surgiu, ou seja, o tempo transcorrido desde que a Terra adquiriu uma massa e um volume semelhantes aos atuais.
O cálculo da idade provável da Terra já foi tentado inúmeras vezes, em numerosas ocasiões e pelos mais diversificados métodos.

Os geólogos procuraram repetidamente avaliá-la baseando-se no estudo do ritmo dos processos geológicos; por exemplo, a partir do tempo necessário para que se depositassem as séries sedimentares conhecidas. As suas melhores estimativas variavam entre 3 milhões de anos e 1500 milhões de anos(500 vezes mais).
O fato é que este método apresenta dois defeitos básicos: por um lado a espessura de um determinado sedimento pode ter variado depois de sua formação devido, por exemplo, a uma fase erosiva; por outro lado a velocidade de formação dos sedimentos é muito variável.

Era claramente necessário um método melhor para resolver este problema.
Até que os cientistas adorariam ter tido um relógio que tivesse sido posto em movimento na altura da formação da Terra. Dessa forma poderiam saber, sem problemas, a idade do planeta.
A verdade é que existem relógios naturais na Terra: nas rochas, nas árvores e mesmo nas profundezas dos oceanos.
Os relógios naturais da Terra são os elementos radioativos, elementos que se desintegram e se transformam em outros com o passar do tempo.

À determinação da idade de rochas ou de fósseis utilizando elementos radioativos chama-se datação radiométrica desses objetos.
Na atualidade os métodos de datação dos materiais terrestres baseia-se na radioatividade, ou seja, na datação radiométrica.
A partir do momento que, em 1895, Becquerel descobriu a radioatividade, soube-se que certos elementos químicos, denominados radioativos, são instáveis e se desintegram espontaneamente e a um ritmo constante, por emissão de partículas, até dar lugar a um produto estável final.

A velocidade e o modo de desintegração dos elementos radioativos são característicos em cada um deles e podem ser determinados experimentalmente. A velocidade de desintegração de um elemento radioativo se expressa em função do seu período de semidesintegração ou de vida média ou ainda de sua meia-vida, isto é, do tempo necessário para que o dito elemento reduza sua massa à metade pela transformação da outra metade no respectivo elemento estável final.

Resumindo tudo isso: percebeu-se que os átomos radioativos desintegram em uma razão constante e que, portanto, podem ser utilizados como relógios naturais para calcular a idade absoluta de rochas ou minerais
Desse modo, conhecendo-se, de uma amostra de rocha, as quantidades de elemento radioativo que ela contém e a quantidade do seu produto estável final, bem como o período de meia-vida do elemento radioativo, pode-se facilmente calcular a idade da amostra.

O método utilizado para calcular a idade da Terra é a datação dos átomos de Urânio, que se desintegram e se transformam em átomos de chumbo estáveis, liberando radiação. Porém, não se trata de uma medição totalmente precisa, pois a margem de erro dessa datação é estimada em 10%.

O interessante é observar que essa datação não é realizada sobre as formações rochosas oriundas da própria Terra, e sim a partir de fragmentos de meteoritos que caíram sobre o nosso planeta. Isso porque as rochas da Terra estão em constante transformação, hora crescendo, se modificando, erodindo e se destruindo, o que dificulta a precisão da medição de suas idades.

As últimas estimativas sobre a idade do planeta foram realizadas a partir da datação absoluta dos minerais e fragmentos de rochas mais antigos até hoje encontrados.
A idade oficial da Terra aceita atualmente é de 4,5 bilhões de anos, esta idade é calculada a partir de meteoritos que caíram no planeta.
Os meteoritos são usados pois se estima que todo nosso sistema solar foi formado ao mesmo tempo e, sendo os meteoros corpos extraterrestres, não têm suas características importantes a este estudo alteradas como ocorre em nosso planeta.


Artigos Recomendados:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se você tem uma história para contar, conte aqui. Se for divertida, não ofensiva nem agressiva poderá ser publicada. Mas se quiser apenas ler, fique à vontade!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...