O que se diz nas Redes Sociais pode gerar demissões.

sábado, 23 de julho de 2011


O relacionamento em Redes Sociais exige ética, responsabilidade e responsabilidade, pois tudo o que se diz pode ser visto por muita gente no mundo inteiro
by Telma Manolio
Dia desses, eu li uma manchete numa página do iG São Paulo que me chamou a atenção.
Era sobre os comentários feitos em redes sociais que podem acabar provocando demissões nas empresas.
Aqui no Brasil ainda não é muito comum as empresas se utilizarem de redes sociais para investigar seus funcionários, mas nos Estados Unidos, as empresas já se utilizam dessa ferramenta para conhecerem o perfil de seus profissionais.

Uma pesquisa conduzida pela empresa de segurança de e-mail Proofpoint afirma que 8% das empresas com mais de mil funcionários, já demitiram pessoas com base em seus perfis sociais.
È preciso tomar cuidado com o que se diz nas redes sociais, da mesma forma que se toma cuidado com o que se diz nos corredores das empresas.

É compreensível, que nem sempre nossos superiores sejam aquele modelo de bondade e virtudes que gostaríamos, mas sair por aí proclamando isso aos quatro cantos já é demais.
Não tomamos cuidado quando estamos dentro da empresa? Ninguém sai falando mal dos colegas de trabalho, nem do chefe, em alta voz.

Pois então. Falar mal da empresa em que trabalhamos através das redes sociais é pior do que falar mal do chefe em voz alta dentro do escritório. Nas redes sociais existe o agravante de tudo o que se disser ficar registrado, gravado para sempre!

“As demissões podem até ser baseadas no artigo 482 da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), o que possibilita que a empresa demita por justa causa”. Afirma o advogado trabalhista Marcos Alencar, de Pernambuco.

Segundo o consultor e professor Marcelo Miyashita, quem decide ter um perfil público nas redes sociais, implicitamente decidiu deixar pública uma parte de sua vida. Não dá para manter segredos. Tudo que se diz pode ser visto por todas as pessoas do mundo.

O Google e as ferramentas de busca formam uma entidade conhecida como “O grande irmão” (O big brother). George Orwell (pseudônimo do escritor inglês Eric Arthur Blair) descreveu esse fenômeno com maestria em seu livro “1984”. Não há nada que possa ficar completamente escondido dentro da rede de computadores.

Em resumo, precisamos ter bom senso, ética e responsabilidade ao nos relacionarmos nas redes sociais. Não adianta acharmos que podemos dizer qualquer coisa e que ninguém vai descobrir.

Afinal o que esperávamos? Que a internet fosse “terra de ninguém”, sem lei e sem ordem, um faroeste globalizado.

Artigos Recomendados:

Um comentário:

Se você tem uma história para contar, conte aqui. Se for divertida, não ofensiva nem agressiva poderá ser publicada. Mas se quiser apenas ler, fique à vontade!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...