O Código Morse. Como pedir Socorro – S.O.S.

quarta-feira, 20 de abril de 2011


by Telma M.
O Código Morse foi inventado pelo norte-americano Samuel Morse, e foi amplamente utilizado durante o século 19 e início do século 20. É um sistema de representação de algarísmos e letras do alfabeto comum, que são representadas por conjuntos de pontos, traços e espaços e podem ser transmitidas pelo telégrafo, através de pulsos elétricos, ou por lampejos (sinais luminosos acendendo e apagando), por sinais sonoros (ondas mecânicas), ou por sinais de rádio (ondas eletromagnéticas).

O código Morse acabou ficando obsoleto devido ao surgimento de tecnologias avançadas de comunicação, no entanto ainda é usado por rádio amadores e por escoteiros.
Inicialmente ele foi criado para gravar os caracteres numa folha de papel, mais tarde percebeu-se que as pessoas eram mais hábeis quando o código Morse era ouvido em vez de lido.
 Na Alemanha algumas letras foram modificadas e chegou-se ao Morse Internacional.

Abaixo veja uma tabela com os sinais usados pelo código Morse:


Para escrever usa-se um traço vertical para separar as letras ( / ) e dois traços verticais para separar as palavras ( // ).
Para transmitir os sinais por luz ou som basta traduzir os pontos em sinais breves (toques breves) e os traços em sinais longos (toques longos).

São seis os elementos que compõem o código Morse internacional:
O sinal curto ou dit ou “ponto (.)”,
O sinal longo ou dah ou “traço(-)”,
Intervalo curto (entre letras),
Intervalo médio (entre palavras),
Intervalo longo (entre frases),
Intervalo entre caracteres (entre pontos e traços).

Embora o código Morse tenha sido abandonado, não significa que ele seja de todo inútil. É um método bastante eficaz de comunicação na ausência de computadores e telefones.
É compreensível que hoje, com os benefícios da informática e dos telefones celulares, o código Morse tenha sido descartado como obsoleto, mas ainda não é uma tecnologia destinada ao lixo do conhecimento, afinal nunca se sabe se um dia precisaremos enviar uma mensagem de socorro por código Morse. Não é nada impossível falharem todos os outros meios de comunicação ao mesmo tempo...

Vamos arriscar escrever “S.O.S.” =... --- ...”
Se fôssemos transmitir esses caracteres por sinais sonoros ou luminosos, seria necessário enviar três vezes um som curto seguido de três sinais longos e outros três sinais curtos, todos separados por intervalos curtos.

Claro que há muitos detalhes para serem aprendidos antes de começarmos a enviar mensagens cifradas por código Morse, como ritmo e espaços, mas um S.O.S., sinal internacionalmente conhecido para pedido de socorro,  já é possível emitirmos!

Artigos Recomendados:

Um comentário:

Se você tem uma história para contar, conte aqui. Se for divertida, não ofensiva nem agressiva poderá ser publicada. Mas se quiser apenas ler, fique à vontade!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...